PALESTRA SOBRE EDUCAÇÃO E CORRUPÇÃO REUNE 700 PESSOAS

02/03/2013

Convidados pela Maçonaria Unida Mato-grossense (GOEMT-GLEMT-GOBMT), os senadores Cristovam Buarque (PDT-DF) e Pedro Taques (PDT-MT) proferiram palestras nessa sexta-feira (01.03.13), às 20h00, no salão nobre do Grande Oriente do Brasil, reunindo cerca de 700 pessoas. O senador Pedro Taques falou sobre “As causas da corrupção no Brasil e suas consequências para a sociedade”, e o senador Cristovam Buarque discorreu sobre “Federalização do Ensino Fundamental no Brasil”. O primeiro a falar foi o senador Pedro Taques, que associou o avanço da corrupção no Brasil à impunidade, “pois a sensação de impunidade é que gera a corrupção em todos os setores da sociedade”. Ele apontou a educação como “a principal ferramenta capaz de preparar as pessoas para combaterem esse mal que atormenta o nosso país”. Relator da comissão especial que discute sobre a reforma do Código Penal no Senado, o senador disse que “o Congresso tem a oportunidade de fazer as mudanças necessárias para por fim à impunidade, principalmente, se acabar com os privilégios”. O senador Cristovam Buarque defendeu a proposta de federalização do ensino como um mecanismo capaz de resolver o problema grave da educação no Brasil. “Temos um sistema falido, onde estados e municípios não têm condições financeiras de gerir a escola pública, que se encontram sem infraestrutura e com professores desestimulados pelo baixo salário e falta de capacitação”. O evento transformou-se em um debate com a participação maciça do seleto público, que fez mais de 80 perguntas aos palestrantes abordando os dois temas. Para o Grão-Mestre da Grande Loja Maçônica do Estado de Mato Grosso (GLEMT), irmão Jurandir da Silva Vieira, “o especialista em educação, senador Cristovam Buarque, nos brindou com uma bela explanação de sua proposta de federalização do ensino básico como a saída para a melhoria do sistema educacional em nosso país. Já o senador Pedro Taques abordou, com muita propriedade, a questão da corrupção no Brasil, propondo algumas sugestões para combatê-la, inclusive, por meio da educação”. Segundo o Grão-Mestre, a Maçonaria Unida mato-grossense deu um passo importante no desenvolvimento de seu papel de construtor social. O Grão-Mestre do Grande Oriente do Estado de Mato Grosso, irmão José Simioni, disse que “esse megaevento traduziu muito bem o papel da Maçonaria Unida Mato-grossense, que reuniu centenas de pessoas, entre irmãos, cunhadas e amigos, em um grande debate sobre temas que vêm ao encontro dos anseios da sociedade”. O Irmão José Simioni fez questão de frisar que o debate sobre a educação e combate à corrupção “é um acordar da sociedade para as grandes questões que afligem o país”. O Grão-Mestre do Grande Oriente do Brasil (GOBMT), irmão Júlio Tardim, disse que o evento superou as expectativas e atendeu, efetivamente, aos objetivos propostos, com a presença maciça dos maçons e não maçons. Ele agradece a participação dos palestrantes, senadores Pedro Taques e Cristovam Buarque, bem como à seleta plateia que ouviu e participou do debate com dezenas de perguntas.
Grande Oriente do Estado de Mato Grosso
Emitido em 04/12/2022 14:58